Jump to content
DiegoMaxuel

Desventuras num Passado Distante...parte3

Recommended Posts

 

Luka retorna ao espaço dimensional, parecia tudo normal, os aventureiros continuavam na fila de espera para adentrar pelos portais temporais. Dois deles conversavam frente a um portal desativado.

- O que tinha aqui? (Aventureiro 1)

- Você não lembra? Agente viajava até Glast Heim e ajudava Fenrir na busca da Espada de Balder, derrotando os monstros invocados por Sarah Irine. (Aventureiro 2)

Sarah? Esse nome era familiar para Luka.

- Será que Rodrigus conseguiu retornar Sarah para seu pai? (Luka fica pensativo)

- Mas como esses aventureiros podem se lembrar que esse portal levava a esses eventos? Se Rodrigus alterou a história, isso também não deveria trazer consequências para as lembranças das pessoas? Quer dizer, como podem lembrar de algo que nunca chegaria a acontecer dado a interferência nos eventos passados?

Luka percebe que falava um pouco alto demais e as pessoas ao redor lhe olhavam com estranheza. Algumas musas lhe observavam com um sorriso discreto no rosto, ele fica envergonhado. Uma delas se aproxima.

-Oiiiiii, você parece ter uma história interessante para contar, eu gosto muito de ouvir as aventuras dos que retornam dos portais temporais, cada um narra com detalhes peculiares, diferentes dos outros, eu gosto de ouvir. (Disse a musa)

As bochechas de Luka transpareciam o calor que lhe formigava, ela segura seu braço e ele sente as palmas macias de suas mãos, os dedos nem tanto delicados, provavelmente ela costumava usar arco e flecha ou algum instrumento de cordas.

-Você...é..costuma ouvir...essas histórias há muito tempo? (Ele mal conseguia completar a frase)

-Sim, o que você não entendeu gato? Simmmm, venho aqui todos os finais de semana, ouviu o que eu disse? (Nesse momento, seus pés saem da sandália e pisam suavemente nos pés de Luka)

Luka nunca odiou tanto andar descalço, mas todos os shuras viviam assim. Os pés, esses sim verdadeiramente macios da musa, eram um convite do qual Luka não queria recusar, mas sabia que não era prudente aceitar na ocasião, apesar de irresistíveis.

- Você...já ouviu alguma...história muito diferente da usual? (Disse Luka)

- Como assim? (A musa franziu o cenho)

- Algo que se relacione...tipo...com nuvens escuras e alterações na história das missões do espaço dimensional? (Disse Luka)

A musa processou lentamente as palavras de Luka, ela não sorria mais.

-Sabe, desse portal que você acabou de sair, eu fiquei sabendo de uma amiga que, se você deitar numa das camas da estalagem, um homem surge e te leva a um paraíso vermelho de paixão. Eu te levo lá. E ah! Eu fiquei sabendo que alguns não sentem vontade de nunca mais voltar. (A musa tem um tom sapeca na fala)

O ingênuo Luka só fixa as últimas palavras dela, e pensa se Rodrigus poderia estar em perigo caso resolve-se ir para essa tal estalagem. Sem refletir sobre o que saiu da boca dela, ele se vira de volta ao portal, enquanto ela o segue coladinha, beliscando suas nádegas.

Luka retorna à Payon Antiga, onde tudo estava diferente, a cidade estava lotada de pessoas, comerciantes pareciam esfuziantes, crianças corriam para todos os lados, ou seja, uma muvuca. Luka queria estar num ambiente mais tranquilo. Trombetas anunciavam a chegada de uma cavalaria, o porta-voz dizia:

- Prestem respeito à chegada do ilustre noivo de Vossa Alteza!

Para desespero de Luka, Rodrigus sai da carruagem, com trajes de príncipe, a cor rosa estava enjoativamente presente da cabeça aos pés.

- Ai sua...quer dizer seu… (Luka salta por cima da multidão e ataca Rodrigus com um chute quase certeiro)

-Seu maldito, o que você fez? (Disse Luka)

- Não fale besteira e se acalme, olhe ao redor. (Disse Rodrigus)

A população olhava ainda alegre para os dois.

- Sorte sua que eu avisei do seu temperamento explosivo, senão meus arqueiros acabariam com você. (Disse Rodrigus)

- Seus arqueiros? Você não pode viver essa vida de fantasia! (Disse Luka enraivecido)

- Sabe o dote que vou receber ao casar com Sarah? Vou pegar tudo que puder e dar o fora daqui, falta pouco e você não vai ficar no meu caminho. (Disse Rodrigus)

- Pervertido, ela é só uma criança! (Disse Luka)

- Você parou no tempo Luka? Olhe ali! (Disse Rodrigus)

Luka então repara que estava em cima de um tapete vermelho, na outra ponta revelava-se uma moça alta e esbelta, olhos azuis e loira, busto saliente as pernas mais belas que Luka já tinha visto.

- É, eu sei que é do seu gosto, a julgar pela musa que você trouxe consigo. Pena que eu não curto. (Disse Rodrigus)

- O que aconteceu? (Perguntou Luka)

- Passaram-se 16 anos meu caro, e eu aprontei à beça por aí. Acumulei riquezas e as escondi por toda Rune Midgard, quando eu voltar ao meu tempo vou atrás de tudo que escondi. Ah! Você pergunta da Sarah né?! Ah sim, naquele dia, após você ir embora, meu instinto de sicário notou a aproximação de pessoas suspeitas a observarem a pequena, que corria desesperadamente, então arremessei uma faca envenenada à distância para pará-la. (Disse Rodrigus)

- Seu inescrupuloso, ela era só uma criança. (Disse Luka)

- Não tenho paciência com meninas, e foi só de raspão, para o veneno fazer todo o trabalho. Já disse que sou sicário, acha que não consigo usar antídotos? Não maltratei a pequena e evitei um futuro incerto nas mãos daqueles possíveis sequestradores. O casamento é coisa que Lorde Irene inventou, eu só dei o aceite. (Disse Rodrigus)

- E as nuvens escarlates? (Pergunta Luka)

- Escarlates? É assim que você as chama? Nunca mais vi, e se quer saber, por todas as partes pelas quais viajei, com exceção da República de Schwartzwald, nunca ouvi relatos delas. (Disse Rodrigus)

Decepcionado com o amigo, e com o que acabara de ouvir, Luka olha para a musa sorridente atrás de si, não sabia se ela tinha ouvido a conversa, mas talvez levá-la para relaxar um pouco com ele não fosse má ideia, quem sabe ele esquecesse dos problemas e voltasse mais tranquilo para pensar no assunto.

- Então você não quer mais minha companhia? (Pergunta a musa)

- Eu tenho uma ideia, vem comigo. (Luka a leva para a floresta ao leste, alguns monstrinhos, como o Esporo e o Jakk Fugitivo brincam)

- Esse é um bom lugar para conversarmos. (Luka não estava mais acanhado). Qual o seu nome princesa?

A musa não responde, mas coloca sua perna entre as coxas de Luka, fazendo-o arrepiar. A respiração dela começa a ficar ofegante, e seu busto se eleva e retrai conforme o ritmo do respirar. Só que do nada:

-Aê moleque, nota dez!!! (Rodrigus sai de cima de uma árvore segurando uma placa com o número 10 desenhado)

Um raio negro desce a metros deles, nuvens escarlates se formam com rapidez. Sete trovões no céu são ouvidos, e no intervalo do sexto ao sétimo, uma pessoa surge na frente deles, com vestes azuis e uma coroa na cabeça, dois anéis de rubi nos dedos que seguram um livro azul.

- Aff, tá demorando cada vez mais, o que aquele cachorro pediu para eu fazer mesmo? Nossa era tanta coisa...(Ele falava baixinho e consigo mesmo)

- Ei, você não é o Belzebu? Alguém deve ter dropado galho seco por aqui. (Disse a musa)

- Perdoem minha indelicadeza, pelo visto já fui apresentado, então senhorita quero que venha comigo, s’il vous plaît? (Disse Belzebu)

Luka se envolve de esferas espirituais, colocando em seu punho uma soqueira encantada com a propriedade “vento”.

- Tempestade Espiritual!!! (Ele projeta com força seu punho na direção de Belzebu, e as esferas espirituais são arremessadas até se chocarem e explodirem)

Belzebu sai da fumaça em sua forma satânica – uma mosca gigante com vestes reais cheirando à podridão – várias Moscas Infernais ao seu redor partem em direção a Luka, que comprime seu corpo e dobra os joelhos, jogando sua cabeça para trás para dar com toda força um berro super potente:

-Rugido do Leão!!! (A vibração é tremenda, explodindo todas as Moscas Infernais)

Rodrigus e a musa se afastam, mas também são afetados, ela o abraça e receita um cântico que aos poucos faz regenerar a vitalidade de ambos (era o Sibilo de Eir). Rodrigus, apesar de não gostar do calor do corpo dela, sente um misto de sentimentos, e uma pontada de desejo.

- Quem é você garota? (Disse Rodrigus)

Belzebu se lança num confronto direto, e Luka o golpeia com vários combos de socos e chutes, por vezes a soqueira rasgava o ventre da criatura, por onde esguichavam jatos de fezes. Apesar do esforço, Belzebu se curava a cada 10 golpes, e Luka precisava de tempo para acionar sua habilidade suprema.

Rodrigus ainda estava sem as vestes de Sicário e sem katares, mas mesmo que atacasse, seus golpes de propriedade veneno ou neutra seriam de pouca ajuda. A musa puxa um véu de seda, e inicia uma dança rápida e provocativa, mas sem tirar os dois pés do chão, somente dançando com o movimento de cintura e tronco. Uma melodia que remete às águas profundas e aos seres que lá habitam é ouvida.

Belzebu e Luka ficam imóveis, seduzidos pela musa. A forma humana de Belzebu é forçadamente retomada, e esse fica horrorizado:

- Isso não deveria funcionar contra monstros, muito menos comigo, por acaso esse é o Canto da Sereia?!

Um calor no ombro da musa se intensifica...tão logo ela se esvai de todas as forças... cravado em seu ombro esta uma espada de um gume. Atrás dela, Rodrigus segura braço da criatura que golpeou-a, impedindo que a espada descesse mais e arrancasse de vez o braço esquerdo dela. Um lobo bípede, vestindo uma calça rasgada e um cinto, além de uma coleira com espetos, olhava para Rodrigus. Era o monstro “Atroce”. Por sua vez, Belzebu dispara:

- Como esse bicho veio parar aqui?!

 

(final da parte 3, continua...)

Link da parte 4: https://forum.playragnarokonlinebr.com/index.php?/topic/94479-desventuras-num-passado-distanteparte4/

 

Criado por Diego Maxuel (um dos meus pseudônimos). Instagran: rodrigorei.s

Comentários e sugestões para incrementar na história sãos sempre bem-vindos.

 

4425.png

Edited by DiegoMaxuel
Correção gramatical simples
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Kafra WarpportalBR disse:

Já peguei a pipoca e estou esperando por mais!

Obrigado, não esperava uma manifestação oficial de um representante da WarpportalBR kkkk , me sinto lisonjeado, realmente eu não esperava.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...

Important Information