Jump to content

Lendas Urbanas/Histórias reais, matérias sinistras...


vinikuruno

Recommended Posts

LendasLogo_03.gif

 

Bom, venho criar esse tópico para coletar histórias sinistras que tenham acontecido de verdade com vocês, sempre gosto de ouvir esses tipos de histórias. Nada de estranho aconteceu comigo até hoje, por isso vou começar colocando uma Lenda urbana.

Se vocês tiverem alguma coisa não se acanhem. :D

__________________________

Obs: Tópico não recomendado para crianças ou pessoas de coração fraco  D:__________________________

 

A Menina do Lábio Leporino

 

 

 

 

 

 

Em um

dia uma menina de lábio leporino (doença do lábio aberto) estava

chegando em seu colégio e um garoto tirou da sua cara, a menina não fez

nada.

Depois de uma semana o menino ainda irritava ela, em uma sexta-feira 13 a

mãe do menino foi assassinada, deixaram bilhetes do lado dela dizendo:

Matei seu maior tesouro assinado:Morte

O menino ficou traumatizado, mais no outro dia de aula a tal menina

estava com uma camiseta dizendo:

Seu tesouro agora me pertence assinado:Morte

O menino achou estranho, na saída resolveu segui-la mais ela

desapareceu.

Depois de um ano na sexta-feira 13 assassinou o garoto, mas não ficou

satisfeita por isso fica no corpo de uma menina com lábio leporino

chamada Paula para poder se vingar dos meninos que a irritam.

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 65
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Popular Days

Top Posters In This Topic

Sério que vocês acreditam nisso? Pior que nem graça/medo isso dá.
É que você não viu essa aqui (*** CONTEÚDO EDITADO PELA

MODERAÇÃO ***)@TopicBoa historia xD, é legal ler depois das 23:00

O usuário foi bloqueado permanentemente.Motivo: Divulgação de jogo não distribuído pela Level Up!.

Conheça o meu guia de Bioquímico WoE. Clique no Zuko e conheça!

i2Enha2.gif

 

Link to comment
Share on other sites

Sério que vocês acreditam nisso? Pior que nem graça/medo isso dá.
É que você não viu essa aqui (*** CONTEÚDO EDITADO PELA

MODERAÇÃO ***)@TopicBoa historia xD, é legal ler depois das 23:00

O usuário foi bloqueado permanentemente.Motivo: Divulgação de jogo não distribuído pela Level Up!.

essa da muitoooooooooooooooooooooooo medo
Link to comment
Share on other sites

A que assuta,(Meassustou) foi a da Mulher dos olhos vermelhos.

O Quarto Misterioso

 

Um

jovem empresário, em uma viagem de negócios passa por uma estrada, cai a

noite e ele para na frente de um hotel. Decidindo que seria mais seguro

não dirigir de noite em rodovias sem iluminação, decide passar a noite

no hotel. Ele se dirige ao balcão e é prontamente atendido por uma

simpática garota, que lhe dá a chave do último quarto do corredor.

 

Quando

está no caminho para seu quarto, ele nota que de frente para o seu, há

um quarto sem marcação (número). Com curiosidade ele olha pela fechadura

do quarto e vê uma mulher extremamente pálida de costas para a porta,

olhando para a janela. Sem nada estranhar ele vai dormir. No outro dia

ele acorda e resolve olhar de novo, e tudo que vê é vermelho. Ele logo

pensa "provavelmente a mulher notou que eu estava olhando e colocou algo

vermelho para bloquear a fechadura. Depois, não aguentando a

curiosidade, ele, quando já está saindo do hotel, pergunta à garota que

fica no balcão:

 

"Quem é aquela mulher do quarto à frente do meu?"

 

A garota olha surpresa, e responde:

 

"Naquele

quarto, uma vez, ficou uma família. O pai assassinou a mulher e os

filhos, se matando depois. E a característica mais marcante era que eles

tinham todo o corpo branco, exceto pelos olhos que eram vermelhos."

Isso já é creepypasta

[sIGPIC][/sIGPIC]

Link to comment
Share on other sites

Não é bem um conto de horror, mas semana passada aconteceu

algo beem esquisito. 

 

Fiz algumas entregas em São Paulo em três locais: Mogi das

Cruzes, Centro de São Paulo e Campinas. 

 

Em Mogi, encontrei um sujeito estranho de camisa verde,

roupas sujas e pedindo dinheiro aos passantes. Apesar da aparência era bem

educado e não pedia mais que uma vez. Dei uma moeda de 1 real a ele e sai

andando, dali em diante ele já estava apagado de minha memoria(aparentemente). 

 

No Centro de São Paulo na rua do seminário, eu desci para

mais uma entrega e...pera aí...”eu já vi esse sujeito em algum lugar!!” Era o

MESMO sujeito, mesma roupa, mesmo sorriso amarelado sujo e educado ao pedir,

achei aquilo estranho e atribui à fome, talvez eu precisasse descansar... 

 

Ultimo passo, terminal rodoviário em Campinas fui a uma

padaria bem conhecida ali perto, minha cabeça já nem lembrava mais do sujeito,

apesar de que até aquele momento ele seria meu assunto no jantar com meu

namorado. Eu já havia pagado uma tortinha e suco natural de abacaxi quando

senti um sentimento estranho (um frio, sei la sou péssima em descrever o que

sinto) e ao sair uma voz conhecida disse “Olá

moça, desculpe incomoda-la, essa noite não terei nada pá cumer, teria como me

arrumar alguma coisa ou uma moedinha?” 

 

Perdi a cor, era o mesmo sujeito, a mesma roupa, tudo ....eu

fiquei gaga e disse que não balançando a cabeça mas aqueles olhos...eram

penetrantes e só reparei quando reconheci o sujeito pela terceira vez. Nada me

aconteceu após isso, não sonhei com ele e minha vida esta normal, mas até agora

não entendi o sentido disso.

 

 

 

 

 

 

Bjus

Link to comment
Share on other sites

O Homem do Saco

Era uma vez uma criança que tava passeando por aí com a mãe dela.

Eles tavam no centro da cidade e a criança largou a mão da mãe dela.

Dai o Homem do Saco pegou ela e colocou no saco.

Nunca mais a criança foi vista.

Link to comment
Share on other sites

Não é bem um conto de horror, mas semana passada aconteceu

algo beem esquisito. 

 

Fiz algumas entregas em São Paulo em três locais: Mogi das

Cruzes, Centro de São Paulo e Campinas. 

 

Em Mogi, encontrei um sujeito estranho de camisa verde,

roupas sujas e pedindo dinheiro aos passantes. Apesar da aparência era bem

educado e não pedia mais que uma vez. Dei uma moeda de 1 real a ele e sai

andando, dali em diante ele já estava apagado de minha memoria(aparentemente). 

 

No Centro de São Paulo na rua do seminário, eu desci para

mais uma entrega e...pera aí...”eu já vi esse sujeito em algum lugar!!” Era o

MESMO sujeito, mesma roupa, mesmo sorriso amarelado sujo e educado ao pedir,

achei aquilo estranho e atribui à fome, talvez eu precisasse descansar... 

 

Ultimo passo, terminal rodoviário em Campinas fui a uma

padaria bem conhecida ali perto, minha cabeça já nem lembrava mais do sujeito,

apesar de que até aquele momento ele seria meu assunto no jantar com meu

namorado. Eu já havia pagado uma tortinha e suco natural de abacaxi quando

senti um sentimento estranho (um frio, sei la sou péssima em descrever o que

sinto) e ao sair uma voz conhecida disse “Olá

moça, desculpe incomoda-la, essa noite não terei nada pá cumer, teria como me

arrumar alguma coisa ou uma moedinha?” 

 

Perdi a cor, era o mesmo sujeito, a mesma roupa, tudo ....eu

fiquei gaga e disse que não balançando a cabeça mas aqueles olhos...eram

penetrantes e só reparei quando reconheci o sujeito pela terceira vez. Nada me

aconteceu após isso, não sonhei com ele e minha vida esta normal, mas até agora

não entendi o sentido disso.

 

 

 

 

 

 

Bjus

Erva verde.
Link to comment
Share on other sites

Bom, já aconteceu uma coisa muito estranha na casa que eu morei. Eu tinha saído com a minha mãe e meu irmão, nós chegamos em casa, tudo certo, mas quando a minha mãe abriu a porta, eu tinha ouvido barulhos no 2 andar (onde tinham os quartos), eu até pensei (sabe quando uma coisa te fala: não suba, não faça isso?!) em não subir, e minha mãe foi para a cozinha, eu fiquei com meu irmão na sala. Minha mãe subiu as escadas, e eu ouvi ela gritando do quarto do meu irmão: -Rafael! Sai de baixo da cama! (gritando), eu gritei do 1 andar: -Mãe, ele está do meu lado! (apavorada), minha mãe começou a gritar, chegando lá no quarto dele, embaixo da cama tinha um carrinho de controle remoto girando só embaixo da cama, ele não saía, ele ia apenas de um lado para o outro.Meu irmão ligou chorando para o meu pai rsrs, meu pai falou para tirar as pilhas do carrinho, e ele parou. Deu bastante medo, mas com certeza, as pilhas ficaram ruins, ou o que seja.

Link to comment
Share on other sites

Ah nem fala, ainda bem que me mudei de lá, aquela vila só podia ser amaldiçoada! A vizinha do meu lado morreu do nada, após a morte dela, muitas mosquinhas começaram a vir da casa dela, mas são aquelas mosquinhas que dá em pessoa morta, sabe? E apesar, de terem tirado o corpo dela, ter velório e tudo, as mosquinhas sempre vinham da casa dela, foi horrível.Graças a Deus já me mudei de lá. -.-Quando eu entrava na vila, eu sentia um peso no meu corpo, meu olhar ficava carregado. Eu ficava muito triste lá.Sempre tinha uma velha senhora fazendo despacho na porta daquela vila...Eu em, ainda bem que saí de lá.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...