Jump to content

Duvidas sobre carreira profissional


~DG~

Recommended Posts

E ae pessoal belezinha ?Bom,antes de tudo eu poderia postar essa pergunta no YR ou no Orkut mas fiquei curioso com o pessoal que tem algo em comum comigo: Jogar o mesmo jogo.Eu to pensando em qual carreira profissional seguir. Tenho 19 anos e até o presente momento não sei o que fazer, pelo motivo de indecisão.Ja tive sonhos quando criança como :-Ser jogador de futebol-Astronauta-Arqueologo-Especializar em vulcões-Bandido

Confesso que sou muito indeciso,ja pensei os seguintes cursos ou algo relacionado a eles

-Culinaria-Biologia-Botanica-Designer-Ciências da computação-Arqueologia-Sistemas sanguineo-Desenvolvimento de jogos-Alguem que me pagasse para que eu jogue os jogos-Agricultor-Engenheiro agronomo-Eletricista-Mestre Obras-Tradutor

Enfim se eu pudesse seria de tudo um pouco.Eu realmente quero ter um bom emprego, quero ter condições de sustentar esposa e filhos e um bom lar,mas eu quero fazer algo que me agrade de todos que eu citei acima nada faz o meu coração disparar e sentir emoção.

Eu ja tentei ingressar na volkswagen onde meu pai trabalhar mas acho que meu lugar não é lá.As vezes passo horas e horas pensando e não consigo decidir, as vezes tenho medo de pensar tanto e não conseguir nada.Pro pessoal que joga Rag, e seguem suas carreiras profissionais foi muito difícil achar o que vocês fazem? Vocês se dedicam mais ao trabalho do que a sua vida ?Ficarei muito grato de todo o coração se puderem me ajudar,pode não parecer mas a diversidade de opniões/sugestões e críticas construtivas é muito importante para mim.Um abraço para todos vocês

Conheça o meu guia de Bioquímico WoE. Clique no Zuko e conheça!

i2Enha2.gif

 

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 53
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Popular Days

Top Posters In This Topic

Primeiro ache o que você gosta, e depois veja se isso está sendo aplicado em alguma profissão nova e/ou com pouca gente no mercado. Já é um começo xD.Ou faça algo que dê dinheiro e ao menos não te incomode, só não faça o que não te agrada.Procure muito cara. Se a família ajudar de alguma forma, pergunte pra eles também. E boa sorte.Na dúvida, vide um engenheiro de alguma coisa nova. Trabalha em tudo quanto é canto, e se sua especialização for boa, está ótimo^^

Link to comment
Share on other sites

Já tentou uma orientadora vocacional ou algo do gênero? Pode ser que ajude.Escolher o futuro é tenso, a menos que seja seu sonho desde criancinha você sempre acaba ficando com dúvidas. Eu mesmo larguei o curso de direito, que escolhi randômicamente para ficar com meus amigos, pra tentar medicina e já me ferrei no vest ano passado... como a minha familia é "classe média" e não "magnata do petróleo", ou eu passo em uma pública ou não vou a lugar algum ( pagar 3~4k de mensalidade é mais do que fora de questão ). É complicado isso, mas procure um profissional, visite alguns campus de universidades, vá em alguns eventos como o Unicamp de Portas Abertas e procure algo que lhe agrade. As vezes, nós temos uma idéia muito por cima do que se faz em um respectivo curso, e quando chegamos lá ou nos surpreendemos ou nos decepcionamos, por isso eu te digo, tente procurar o máximo de informações possíveis antes de ingressar em qualquer coisa, pois perder um ano por indecisão e depois perder um ano por frustração, como eu fiz, é terrível.

Link to comment
Share on other sites

 Também já pensei em tentar ser tradutora. É uma profissão com um certa liberdade, ne~

No geral, acho que bandido seria a profissão mais bem sucedida, caso você se empenhasse e não fizesse como esses assaltantes rídiculos, que não usam luvas ou máscaras e nem sequer tem um plano de ação organizado OAPKOASKOASKD D:

Brinks, eu nem sequer posso dar uma opinião sobre isso '-'

Mas hoje em dia, não é só salário que pesa. O lugar onde você pretende trabalhar, flexibilidade nos horários, oportunidades...Acho que tudo isso deva pesar na decisão, ne? Claro, além do gosto pelo trabalho.  

 

@Teste vocacionais

Bem, eu acho que eles são legais pra indicar uma área. Mas não que eles sejam muito confiáveis. Sempre caía publicidade e jornalismo nos meus testes, mas eu não consigo me comunicar direito com as pessoas. No mais, só revelou os interesses (aka exatas, humanas ou biológicas)

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Tecnicamente, isso...

Primeiro ache o que você gosta, e depois veja se isso está sendo aplicado em alguma profissão nova e/ou com pouca gente no mercado. Já é um começo xD.
E pra completar... busque conhecimento. Conhecimento é, definitivamente,... requisito pra tudo.

Link to comment
Share on other sites

Bah! essas coisinhas de procurar oq gosta, só da certo pra gente decididacomo eu não sou um desses, eu resolvi fazer algo que eu não conheço, porque eu gosto de aprenderprincipalmente o que não fasso a menor ideia do que seja ^^'

mais se vc não for doidera igual eu procura viver um pouco mais, vc não é obrigado a escolher agora,arruma um trabalho leve e vive um pouco antesuma vez um amigo meu mi falo uma coisa que mi feis pensar,"o homen não descobre o que quer fazer até os 40 anos, depois repara que não queria ter feito nada" =Pbrincadeiras e frases tolas a parte, não tem como ninguem te falar qual é melhor ou piorsó posso falar pra vc viver mais e principalmente se divertir mais, que uma hora vc se encontra, melhor do que fazer uma faculdade e perceber que fez atoa

eu tenhu 18 anos,tenhu senai de eletricato fazendo marketingdepois vo fazer publicidade e propagando

só posso te dizer isso, vai viverfica dika =D

Link to comment
Share on other sites

@Teste vocacionais

Bem, eu acho que eles são legais pra indicar uma área. Mas não que eles sejam muito confiáveis. Sempre caía publicidade e jornalismo nos meus testes, mas eu não consigo me comunicar direito com as pessoas. No mais, só revelou os interesses (aka exatas, humanas ou biológicas)

This /\. Eu recomendo um teste vocacional. Ele não vai te dizer exatamente qual emprego procurar, mas vai servir pra dar uma filtrada legal e provavelmente vai acabar determinando uma área que se encaixe no seu perfil. 

Com 88 bilhões (de exp) dá pra ir do 98 ao 99. Não trans.

Link to comment
Share on other sites

  Na verdade conhecimento não é tudo como disseram, ja vi muita gente perde chance por não ter desenvoltura ou por não saber trabalhar sob pressão. Claro que conhecimento é 70% mas também é nescessário vc desenvolver o seu relacionamento interpessoal, apresentação e etc...

BTW fazer teatro ajuda bastante...

ps: estou falando q isso vale para qualquer profissão, QUALQUER PROFISSÃO ....agora basta vc escolher algo que goste e desenvolver, adquirir experiência e preparar para apanhar muito, muito mesmo ....ps2: desculpe os erros mas é o sono....

Link to comment
Share on other sites

O que você conhece sobre essas profissões que tem vontade de seguir? Eu sei que é uma pergunta boba, mas até meus 17 anos eu queria ser advogado porque tinha uma visão muito diferente da realidade de um. Pesquisar sobre cada profissão, sobre cada função da profissão, ajuda bastante.Por exemplo, você disse que tem vontade de ser designer, mas para trabalhar com o que? É uma área muito grande, você pode trabalhar desde em agências de propaganda, em jornais, como freelancer e até com arte, mesmo.No mais, pesquise muito. Não espere que um curso te ensine tudo e te faça um grande profissional, porque ele não vai. Corra atrás, veja trabalhos de quem é conceituado na área (até para melhorar seu senso crítico) e procure um estágio.

Link to comment
Share on other sites

 Goðan Daginn,

Putz essa foi a escolha mais triste da minha vida. Pensa: sou formado em:

Turismo;

Hotelaria;

Técnico em informática industrial;

2 semestres de gestão de negócios pelo SEBRAE;

Comercio exterior;

Agronegócios com ênfase em turismo de aventura;

Bacharel em hotelaria (5 semestre agora)

Comunicação artística (teatro ¬¬)

Tenho inglês e to aprendendo islandês...

e quero fazer bacharel em turismo, artes cênicas e especialização em história escandinava[/heh]

 

 Já fiz d quase tudo, exatas, humanas falta só biológicas... Escolhi hotelaria porque...porque..a porque! Tenta achar um ponto fixo do que você gosta independente da profissão, tipo: Eu quero trabalhar com mato! (esse foi o ponto que encontrei [/heh]) e to tentando me desenvolver em volta dele, fiz turismo, to fazendo hotelaria, mas quero algo voltado a meio ambiente. Inglês obrigatório até pra ser operador d telemrktn', o teatro é porque talvez queira trabalhar com aqueles programas de viagens, que ficam mostrando destinos e tal (só que quero algo mais mochileiro pra trabalhar, porque se restringir ao mercado de luxo (que cresce 7% ao ano (porque eu sei disso: porque trabalhava em um hotel 5 estrelas ( ô atraso d vida, ti conhece monte de gente legal (aew Letícia Birkheuer é nois, Fátima Bernardes  na prox. o natal vai ser na sua casa!!!, mas normalmente seu chefe vai ser uma mina patricinha que nunca trabalhou na vida, n sabe nem quanto paga na gasolina e ainda tem coragem de falar: gente rica não quer tocar nisso (falando de papel reciclável..aff... (porque eu falo parágrafos dentro de parágrafos: i dont know, mas tah na hora d fechar eles))))))) Bom acho que é isso, o principal é encontrar um ponto que ti sabe que vai querer fazer para sempre, depois descobre coisas em volta dele: existem milhões de tipos de engenharia e paga-se bem, tem gente pagando milhões para se trabalhar de caseiro em ilha paradisíaca (só não comentam que é o local com a camada de ozônio ferrada já). Bom é isso aew, mas no geral n faz hotelaria não (putz o mercado já é concorrido, mas gente ai que fico sem emprego!).

Allt gott,

 Rutsuman Terra Branford

 

Link to comment
Share on other sites

Estágio, estágio, estágio.
Exatamente.Lembro que não queria ser professor. E fui meio obrigado. Quando começaram os estágios, e até hoje, (9 anos pós estágio) eu gosto do que eu faço.As vezes, vc gruda numa ideia que acha excelente, mas verifica que não era nada daquilo que você pensava. (como quando fiz um curso de roteiristas... Achava que era o máximo, e era um troço chato demais)

userba88.jpg

@Odin---------OVOS DIRETO DA GRANJA!!! - Zhênix - Faça sua encomenda!

Link to comment
Share on other sites

Posso participar deste? :)

Eu discordo um pouco do lance de "se apaixonar após o casamento". Imo, é um pensamento antigo, como uma latinha de sardinha pronta. Você abre, e consome... porque está com fome. Mas não pensa no que está consumindo. Eu trabalho com pessoas de todas as idades. Das mais velhas às mais novas. Na verdade, muito antes de entrar aqui na Level Up! eu já trabalhava com games. Porque essa é a minha paixão desde pequenino. Eu tenho certeza que se aos meus, digamos, 12 anos um camarada me falasse "Sua mãe ou seu atari, agora!1!" eu escolheria o console. E de lá para cá essa paixão apenas cresceu. Antes de estar no ramo dos games, tive alguns jobs legais. Uns freelas e outros fixos. Não era algo horrível e, com sinceridade, algo que até gostava de fazer. Mas a sua vida muda da água para o vinho quando você trabalha com algo que - realmente - ama. A carreira profissional se resume única e exclusivamente à isso. Eu realmente não acredito que uma pessoa que não seja apaixonada pelo que faz consegue prestar um serviço realmente relevante. E nestas épocas caóticas do mundo, toda empresa está procurando aquele cara sensacional. Seja ele.Um exemplo bobo? Eu levi quase dois meses para encontrar duas pessoas para fazerem parte da minha equipe. Em breve, precisarei de mais. Ou a pessoa sabe escrever, ou entende sobre jogos. Ou ela sabe se relacionar, ou entende sobre jogos. Ou é profissional, ou entende sobre jogos. Não sei se teu caso é semelhante do meu mas, se for, o mercado de games no Brasil está crescendo absurdamente nas mais diversas vertentes. A LU!, por exemplo, em 06 anos aumentou em mais de 10 vezes o número do seu quadro de funcionários. As demais empresas aqui estabelecidas, ainda que em menor escala, crescem também. Várias companias do exterior estão abrindo as portas aqui no Brasil. Se é uma carreira que você gostaria de seguir, vá em frente. Mas tem que ter cara. E muita coragem. E muita dedicação. E muito esforço. Abrir as primeiras portais é difícil. Mas é como um teste: você realmente está preparado para encarar essa jornada? Boa sorte! o/

Link to comment
Share on other sites

Sei lá, Seism.

Quando a pessoa não tem um desejo por uma carreira específica, pode ser que a pessoa só se encontre depois de começar a fazer. Ou verifica que acertou, ou verifica que não curtiu aquilo, ou que não tem o retorno financeiro que desejava.

userba88.jpg

@Odin---------OVOS DIRETO DA GRANJA!!! - Zhênix - Faça sua encomenda!

Link to comment
Share on other sites

Tecnicamente, isso...

Primeiro ache o que você gosta, e depois veja se isso está sendo aplicado em alguma profissão nova e/ou com pouca gente no mercado. Já é um começo xD.

E pra completar... busque conhecimento. Conhecimento é, definitivamente,... requisito pra tudo.

 

É, et bilu ando ensinando umas coisas por aqui.

Busquem conhecimento... conhecimento... conhecimento!

Link to comment
Share on other sites

Eu trabalho com TI, sempre gostei de TI, desde moleque isso me fascinava, mas não posso dizer que eu esteja satisfeito nessa área. Vou terminar a faculdade agora no meio do ano (finalmente, depois de parar outras duas) e pretendo dar um tempo pra enquanto entrego as DPs que tenho já tirar a certificação da Cisco, que vai me ajudar no próximo emprego.Eu sinceramente tenho dois sonhos na vida: ter uma banda que tenha algum reconhecimento suficiente pra eu conseguir viver só disso, infelizmente isso depende de outras pessoas também, até hoje não consegui achar uma banda que quisesse se comprometer da mesma forma que eu. (Já devo estar na 8ª ou 9ª banda).O outro é conseguir ganhar a vida como escritor. Já tô trabalhando em um cenário, tô brigando com o tempo e os compromissos pra conseguir terminar um conto nessa ambientação e tenho esperanças de publicar o primeiro livro em um futuro próximo. Aproveitando que o mercado literário brasileiro está em alta (principalmente para a literatura de fição científica e fantasia, que é o que eu tenho em mente).

Enfim, meu conselho é que você ache algo que saiba fazer e que goste, mesmo que não seja seu sonho ou a coisa que mais gostaria de fazer na vida, todo mundo tem que começar de algum ponto e muitas vezes (eu diria na maioria delas) não é o que a gente realmente gosta, mas isso serve pra você entender o que você realmente quer. Aí você pode usar o dinheiro que ganhar pra garantir seu futuro, nada de comprar um carro com o primeiro salário e passar os próximos 3 anos pagando algo que não vai te servir pra nada na vida. Use esse dinheiro pra ganhar mais dinheiro (eu por exemplo juntei uma grana e estou começando a investir em ações). Se você perceber que o que escolheu não é o que quer fazer, uma grana de emergência vai ser muito útil pra você conseguir mudar de profissão, ou então conseguir seu próprio negócio.

Link to comment
Share on other sites

@Seisma lug não te vaga pra estagio ai *--* ??

@Topic

A maioria das pessoas não ganha muito dinheiro e não faz o que gosta.Conseguindo apenas um dos dois vc já vai ser mais realizado que a maioria das pessoas.
#Fato, uma hora ou outra vc acerta no que quer ser, só não vire essas pessoas alienadasque se contentam com um salario patetico, de serve apenas pra pagar contas em um emprego que não gosta e vive reclamando,e tem como unica diverção voltar pra casa e assistir a vida de desconheçidos pq a sua é uma mer** Big Brother 
Link to comment
Share on other sites

A maioria das pessoas não ganha muito dinheiro e não faz o que gosta.Conseguindo apenas um dos dois vc já vai ser mais realizado que a maioria das pessoas.

Ser mais realizado que as outras pessoas não é incentivo nenhum.Se nos limitarmos a esse pensamento vamos ser tão infelizes quanto essas pessoas.
Link to comment
Share on other sites

Eu já penso que estágio não vale a pena. Ele funciona bem se você estiver se formando e precisa por tudo que aprendeu em prática, mas buscar o que gosta a partir de um estágio, "do nada", já pode ser perda de tempo.

Por exemplo, lá na engenharia dá para trabalhar em vários lugares/tipos de coisa, mas antes você precisa cumprir os pré-requisitos, ter o conhecimento para trabalhar na coisa. Com o conteúdo em mãos, daí sim começa a procura pelo seu local. O legal da faculdade aqui é o leque de opções que eles te apresentam ao longo do curso, seja prestando visitas, fazendo trabalhos sobre as empresas e afins. Para terem uma ideia, a recomendação aqui é que o estágio seja feito na última fase do curso. Você em consenso com a faculdade escolhem para onde você vai. Você, sem conhecimento para onde vai, de como irá trabalhar lá, certamente faria um trabalho muito pior do que o cara que está quase formado , já viu toda a matéria e fez uma pequisa apronfundada do que exatamente fará lá.Fazer um teste vocacional( não gosto tanto, mas vai de cada um), descobrir o que quer, se preparar para o que irá fazer, e depois entrar em estágios é um caminho. Se der certo em tudo, é só correr pra galera.

Link to comment
Share on other sites

Pro pessoal que joga Rag, e seguem suas carreiras profissionais foi muito difícil achar o que vocês fazem? Vocês se dedicam mais ao trabalho do que a sua vida ?
Trabalho como ator e dublador, bem vamos lá:1º Não, comecei profissionalmente no teatro aos 10 anos, quando ainda fazia curso. Consegui logo cedo papéis em peças infantis pequenas no interior de SP, como; Mágico de Oz, Pinóquio, dentre outras...  segui fazendo diversos cursos e oficinas até os 16. Aos 16 anos fiquei em dúvida se realmente trabalharia como ator ou não, fazendo teatro conhecemos bem o quão difícil é viver de arte em um país como o nosso, pensava que eu precisava ter no minímo uma outra profissão que garantisse meu futuro. Fiz um ano de faculdade de engenharia elétrica na Unesp, detestei e vi que o único lugar onde me realizo profissionalmente é nos palcos. Os primeiros anos vivendo sem a ajuda dos meus pais foram dificeis, ganhava pouco com o teatro e chegou um momento em que tive de escolher entre: Me vender para o sistema e fazer telenovelas ou dublagem.  Escolhi a segunda por conveniência, antigamente sobravam trabalhos até, hoje a centauro e a mastersound parecem dois velórios. Enfim, mergulhei de cabeça nas artes cênicas, é o que eu amo fazer, e hoje em dia consigo uma boa grana com isso. =*

2º Não vejo a minha vida sem meu trabalho. Adoro conhecer pessoas, me comunicar com gente nova, contar histórias, interpretar personagens, e a sensação  que tenho quando fecham-se as cortinas e recebemos aplausos pra mim é indescritível. Teve até uma peça muito bacana no teatro Macunaíma sobre a vida de atores que não conseguem ficar longe dos palcos há uns meses atrás. =)

Link to comment
Share on other sites

A maioria das pessoas não ganha muito dinheiro e não faz o que gosta.Conseguindo apenas um dos dois vc já vai ser mais realizado que a maioria das pessoas.

Ser mais realizado que as outras pessoas não é incentivo nenhum.Se nos limitarmos a esse pensamento vamos ser tão infelizes quanto essas pessoas.

Mas já alguma coisa mano.Vc é pessimista, seu copo está sempre vazio.Para de ouvir Slipknot.

Tudo sussa por aqui?

 

Link to comment
Share on other sites

A maioria das pessoas não ganha muito dinheiro e não faz o que gosta.Conseguindo apenas um dos dois vc já vai ser mais realizado que a maioria das pessoas.

Ser mais realizado que as outras pessoas não é incentivo nenhum.Se nos limitarmos a esse pensamento vamos ser tão infelizes quanto essas pessoas.

Mas já alguma coisa mano.Vc é pessimista, seu copo está sempre vazio.Para de ouvir Slipknot.

Muito pelo contrário, eu tento sempre ter uma visão real das coisas.Não importa o que os outros sentem, a realização deles, a opinião, isso tudo é irrelevante.

Achar que eu consegui "vencer na vida" porque sou menos f0d1d0 que o meu vizinho é uma m3rd4. Isso não é mérito nenhum.Meus pontos de referência são sempre coisas grandes, assim por mais que eu não consiga o que eu planejei no fim da minha vida, eu nunca vou ter me acomodado com o que tenho. Pra mim pensar alto é fundamental, se eu pensar como a grande maioria dos brasileiros que tem como objetivo ganhar 5 salários mínimos por mês, ter aquele carro bacana na garagem e uma casinha no c* da cidade, eu vou ser um f0d1d0 como a grande maioria dos brasileiros.

Link to comment
Share on other sites

-Designer

-Desenvolvimento de jogos-Alguem que me pagasse para que eu jogue os jogos

 

Esse último existe e se chama Tester. E se quiser seguir essa profissão, aconselho a dar um tiro na testa antes...

As demais, só se enforque um pouco.

Se quer um bom conselho e de graça, faça concurso público.

E/ou trabalhe na área petrolífera.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...