Jump to content

LucasZ''

Members
  • Content Count

    370
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

LucasZ'' last won the day on April 13 2020

LucasZ'' had the most liked content!

Community Reputation

16 Good

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. @Rufio Fastbomb tem certeza que o % de chance dos itens do ticket está certo? Estou acompanhando o chat aqui e a quantidade de Lâmina Sagrada e Sapatos do Perseguidor é múltipla vezes maior que o das Botas Imperiais...
  2. LucasZ''

    Dicas?

    Opa man, espero que não seja tarde pra dicas. Realmente, TK até é uma classe legal, mas ainda não está completa. Futuramente virá a evolução da classe e ela ficará jogável, por enquanto ela é bem restrita e não é compensadora para novatos. Arqueiro é uma ótima classe, tem os Insurgentes e Dorams que são bem amigáveis para inciantes. Fáceis de jogar e não requerem investimentos altos. Ragnarok é um jogo que te faz criar vários personagens, bem provável que teu primeiro/segundo personagem não será teu principal ou favorito, com o tempo vai aprendendo sobre o jogo e as coisas vão ficando mais fáceis de decidir. Não tenha urgência em achar a classe ou construção certa logo de cara, se apressar não adianta muito. Em relação ao up, o amigo ali de cima da falou bem. Sugiro olhar também esse guia: Mega Guia de Up 01 - 150. O jogo evoluiu bastante desde que foi criado esse guia, mas o inicio (nível 01 até o 120) continua bem parecido. Caso opte para jogar em grupos, vai pedindo dicas no chat do grupo, ajuda a passar o tempo e sempre tem pessoas dispostas a dar dicas e dizer qual é o próximo mapa a ir e em qual nível. Equipamentos tu pode fazer as missões de equipamentos do Éden, acessando nesse link: Equipamentos do Éden. Não são equipamentos fortes, mas são suficientes para tu jogar até o nível 110. Não jogue eles fora até que tenha certeza que não vai mais utilizar. Depois disso Não tem problema não gostar dinheiro real no jogo, mesmo ele sento p2w, é possível se virar sem gastar nada. Única diferença é claro, é o tempo que tu vai levar. Aqui tem um ótimo guia para ajudar a adiquiri Zenys: Como fazer Zeny. Te aconselho criar um Mercador (suficiente para ter Comércio, Superfaturar e Desconto no nível máximo) e iniciar vendendo drops tanto em NPC quanto para jogadores. Com o tempo vai conseguir fazer revenda ou obter itens em instancias, ai a grana vai começar a aparecer. Última dica que eu posso dar é, não tenha pressa, faça as coisas com tempo e converse com os jogadores.
  3. Praticamente não joguei essa última Cheffênia por conta da superlotação do Thor, e na antepenúltima já foi difícil de jogar. É bom ver que cada vez mais tem gente se dedicando a esse evento. Acredito que a maior urgência seria em aumentar o número em 1 ou 2 salas. Outro ponto que tocam bastante é a retirada dos MVPs do Biolab. Sou totalmente contra... Jogo Cheffênia desde muito tempo atrás, participei muito em todos os níveis, do 100 ou 175, e tenho a firme impressão que esses MVPs que seguram os jogadores solos e partys mal organizadas. Eles exigem uma team play mais elaborada, fazem algumas classes menos favorecidas terem lugares nas partys. Por mais que eu seja jogador solo, gosto que melhorem pontos do jogo que necessitem a colaboração entre jogadores. E algo que pode ser feito para melhorar isso na Cheffenia é essa atualização mencionada pelo(a) tedtbtb: Agora algumas sugestões que talvez já foram mencionadas por outros jogadores ou são mais difíceis de serem implementadas: 1- Criação de sala para jogadores até o nível 150, tendo em foco em facilitar o up e dar chance para partys mais fracas disputarem MVPs. 2- Criação de sala para jogadores até o nível 99, tendo a lista de MVPs disponíveis diferentes, mas que de utilidade para os personagens TE. 3- Criação de um token/moeda que fosse dropado de todo MVP dentro da Cheffênia, sendo trocável por itens consumíveis (AD, EDP, Zig, Folha de Ygg e afins), visuais e/ou itens únicos/inéditos, estilo o evento dos Exploradores.
  4. Olá. Acabei resetando meu RG Full Toque do Oblívio pois não tinha mais pontos de habilidades para encaixar Aegis Inferi na build e fiquei na dúvida se deveria seguir pelo caminho da Lança do Destino ou Toque do Oblívio. Estava usando uma build meio obsoleta, já que tinha montado ela em 2018 por ai. Como não tenho jogado muito Ragnarok, apenas acompanho de longe as novidades e mudanças, acabei ficando por fora da atualização das builds. Meu objetivo com esse tópico é escolher qual caminho seguir, com objetivo de solar instancias e ir Cheffênia. Sei que até um certo ponto a distribuição de habilidades e atributos é parecida e que dá para utilizar Toque na build de LD e vice-versa, mas quero tirar o máximo proveito de pelo menos uma habilidade e se preparar para itens que virão no futuro. Questão financeira até não seria tanto o problema, tenho boa parte de itens de RG e RK já, só não pretendo adquirir o Tapa-Olho. Obrigado!
  5. Opa, valeu pelo feedback. Achei interessante, quem sabe realmente seja o que eu estava procurando, vou dar uma olhada nos RGs antes. Lembro de ter lido que o limite de runas seria removido com o balanceamento das 3rd, sonhei ou é isso mesmo? Infelizmente os amigos se mudaram tudo pra outros jogos, cansaram de sofrer aqui em Midgard. Um ou outro voltam esporadicamente, mas não da pra contar com isso.
  6. Bom dia, cavaleiros e cavaleiras. Sempre gostei de jogar Cheffênia, upei todos meus personagens 175 ali, além de boa parte do meu capital ter sido obtido ali também. Apesar de ser presente no evento, sempre participai em grupos, objetivo era up, e como tinha tempo em procurar e formar uma party, não era problema na época. Agora formado, trabalhando, sem muito tempo para jogar e com meus personagens já upados, senti que está na hora em ir solo no evento, ai que vem meu problema, que foi o motivo de não ter jogado as 2 últimas Cheffênias: nenhuma build "meta" me agrada... Amo RK, mas a build de Sopro é a que menos me identifico. Até tentei jogar com ela, mas por falta de investimento e de prazer (prefiro investir em algo que me agrada), acabei deixando o personagem parado. Mesma coisa acontece com o Mecânico, gosto da classe, mas a build de Mecha não me agrada. Sendo essas duas as classes com maior rendimento, acabei não me animando em jogar. Fiquei inativo no jogo, mas sempre acompanhando e entrada as vezes para revender. Entre essas 2 Cheffênias que não participei, RK de crítico recebeu itens poderosos e gostaria de saber se alguém conseguiu tirar rendimento bom da build. Que daria pra me preparar bem para a próxima Cheffênia e usar esse RK para farmar solo. Essa seria uma build que não teria problema nenhum em investir o que tenho, pois está entre as minha favoritas. Caso alguém mais tenha alguma sugestão de build entre RKs e RGs que tiveram boa performance, aceito sugestões. Itens estão cada vez mais poderosos, acabo não acompanhando a evolução das builds. Muito obrigado.
  7. Realmente espero que, diferente das 3rd classes, as skills em um modo geral, sejam utilizáveis, nem que seja bem situacionalmente. Vamos para minha classe favorita: Aiai que nome paia. Podiam ter se esforçado aqui mais um pouco. Sobre as skills, será que a lista são todas as skills da classe? Até que deu uma diminuída legal na quantidade. Não me importo muito nisso, mas desde que façam elas prestáveis e variadas, possibilitando variação de builds diferentes e de distribuição heterogenia nas mesmas builds. Seria legal conseguir tankar bem com a classe que mais tem armadura (visualmente falando) Adoro habilidade que melhorem o uso de habilidades antigas! Mais uma que melhora a defesa? Seria alguma perícia de Lança e Espada de uma mão? Gostei dessa variação de instâncias. Uma habilidade boa para suporte. Era algo que estávamos precisando. Se tiver habilidades sagradas eficientes, essa classe já se consagrou para mim. Gosto bastante de habilidades ofensivas de escudo, espero que não sejam ruins como são as do Guardião Real Seria uma melhoria do Toque do Oblívio? Até agora não me pareceu ter habilidades focadas em lança (não que eu goste) Será que vamos ter alguma reformulação dos MVPs nesse conteúdo, como tivemos no Renew?
  8. Já se foi meio ano de 2020, e o que eu mais quero continua sendo o diminuição no atraso de conteúdo... dos 5~4 anos atuais, serial legal diminuir para 2~1 anos. Bom, fugindo do meu sonho utópico, esse ano gostaria muito de ver o rebalanceamento das classes 1 e 2, e até mesmo das 3 classes. Mas a 1 e 2 já estariam de bom tamanho. O Ragnarok sempre teve uma identidade forte na construção do personagem, algo que é raro hoje em dia nos MMOs de modo geral, e o rebalanceamento viria só para reforçar e melhorar esse aspecto do jogo. Outra coisa que sinto falta são de conteúdos end games PvE. To cansado de upar personagens pro 175 e ter que esperar meio ano para vir um conteúdo/evento que realmente "valha a pena fazer", que é totalmente impregnado pela falta de balanceamento nas classes. As instancias atuais não são recompensadoras de verdade (menos Sussurro Sombrio), o tempo que tu perde fazendo instância, tu conseguiria lucrar bem mais fazendo revenda, ainda mais se for fazer com outras pessoas, sendo que o prêmio é único por grupo e não por jogador. Uma ótima forma de valorizar as instâncias é com o Evento de Explorador, mas né, uma vergonha ela estar pra vir desde o ano passado e nada ainda... Outra forma seria dar uma reformulada no sistema das instâncias mesmo, mexendo no sistema de obtenção de item e na lista de itens de cada instância. Eu também reformularia também os sistemas de Guerra e PvP do jogo. Tornando eles atrativos para os jogadores de todos os níveis, que eles possam fazer um conteúdo e sair recompensado, além da diversão, é claro. No geral, acho que precisamos incentivar e melhor a recompensa de jogadores ativos (aqueles que ficam online jogando), para que o modo inativo seja menos "atrativo".
  9. Se tem algo que me agrada no Ragnarok, são os sprites das classes. Cada classe tendo sua "marca registrada" e dando aquela sensação de conquista (atingiu um limite e ganhou novos poderes, agora posso desfilar com meu novo visual), não sei explicar muito bem... Mas sempre tive prazer por conseguir diferenciar as classes e o poder conquistado em um jogo pelo visual dela. Quando as classes transcendentais vieram, tu conseguia perceber bem, visualmente falando, qual classe transcendia pra qual. O sprite tinha o mesmo estilo, mas era um "upgrade". Já com as terceiras classes, teve algo parecido, mas não igual. Algumas classes mudaram o estilo (Arcano, Bioquímicos e Cavaleiro Runo do sprite antigo) e ficaram bem diferentes. Felizmente a Gravity atualizou o Cavaleiro Rúnico e deixou mais parecido com o Lorde. O que não aconteceu com o Arcano nem o Bioquímico. (isso nem parece RK para mim) Pra agradar mais o público, o jRO foi lá e criou visuais alternativos das 3rd classes, o que no meu ponto de visto, ficaram sensacionais. Corrigiram alguns detalhes que os players reclamavam, fizeram uma alteração aqui e acolá e entregaram sprites "reformulados" das 3rd classes. Algumas das classes recuperaram um pouco do estilo que tinham na versão inicial e transcendental, ficando mais fiéis aos estilos das classes, que foi o motivo de terem me agradado tanto. Não foram todas que me agradaram, mas no geral, prefiro os sprites novos que o antigos das 3rd. Ai agora eles anunciaram as 4th classes, e pela primeira vez, elas não me parecem um upgrade das classes anteriores. E não culpo a Gravity por isso, acredito que seja pelo fato das 3rd classes já estarem a um nível alto de detalhe e "força visual". As classes que eu gosto não me agradaram tanto, outras fiquei feliz pois retornaram ao estilos antigos das transcendentais (Shadow Cross e Arch Mage). Já que estou sem nada para fazer até as 12:00 e gosto de escrever a minha opinião, vou falar um pouco de cada uma. Dragon Knight: não achei feia, mas prefiro o visual da 3rd classe. As asas de dragão achei meio forçado, não me parecem muito práticas e estão ali só para dar aspecto draconiano, o que daria pra ser feito de outro jeito. A armadura em si achei bonita, parecida mas diferente ao do Cavaleiro Rúnico. Só a capa mesmo que me incomodou. Cardinal: gostei da masculina, já a feminina me pareceu um pouco estranha da cintura para baixo. Arch Mage: amei terem voltado com o estilo do Arquimago, eu realmente achava feio o estilo da roupa do Arcano. Wind Hawk: eu curti no geral, as roupas das evoluções dos caçadores não me agradam tanto, mas eu achei ela legalzinha, melhor que as 2 versões da 3rd classe. Shadow Cross: só pelo falto de volta pro estilo do sinx (algo que foi feito na segunda versão das 3rd) já tem meu voto. Gostei bastante. Meister: realmente ficou muito parecida com a segunda versão das 3rd classes, não achei feio, mas ainda prefiro a primeira versão da 3rd classe. Imperial Guard: minha classe favorita me deixou na dúvida. Gosto mais da segunda versão da 3rd classe, mas acho bem melhor que a primeira versão da 3rd classe. Talvez a armadura tenha ficado grande demais e perdeu um pouco do aspecto sagrado que a classe tinha. Tenho pena do bicho que a classe for montar, a coluna tem que ser de titânio. Inquisitor: acredito que seja a mais polêmica... em si gostei bastante do sprite, mas não faz o menor sentido comparando com o monge que conhecemos hoje. Não consigo ver esse engomadinho usando Corpo Fechando, castando Asura ou soltando combos de soco pra lá e pra cá. Ta mais pra um AB exorcista que para um Monge. Elemental Master: gostei bastante, menos da cor. Sempre achei feia as roupas de Sábio/Professor/Feiticeiro, mas essa me agradou. Só mudaria essa cor ai. Troubadour/Trouverse: amei as duas. Por mim elas estão boas o suficientes e representam bem um upgrade das classes anteriores, algo que não reparei nas outras 4th classes. Abyss Chaser: me parece um Cowboy Mecânico... outra roupa que achei legal, mas não parece que combina com a classe. Biolo (que nome feio hehe): acho que foi a roupa que menos gostei, mas acho que se encaixa bem na classe. Fiquei um pouco na dúvida. É claro que temos toda a lore pra saber ainda, e talvez muitas alterações do estilo sejam justificadas ali. Mas a uma primeira análise, é essa minha impressão.
  10. Toda santa vez que eu leio o que está para vir pro bRO, fico feliz. Mas cada vez que fico feliz, lembro que vai demorar e já volto ao normal. Ragnarok, apesar de um jogo de 2004, tem um potencial lindo, mas esse atraso de atualização é horrível. Um ano de atraso até daria pra entender, mas 4~5 anos é muita coisa, chega a ser desagradável.
  11. Eu particularmente prefiro colocar em FOR no lugar da SOR, mas nunca parei para fazer a constas. Gosto de FOR principalmente por aumentar a capacidade de carga e situacionalmente eu utilizo Crux Divinum e Golpe Fulminante. Mas tem que levar em conta que build é algo da preferencia de cada um, não sou a melhor pessoa para dizer se vale a pena investir em SOR 😕 De resto está legal. Eu colocaria tudo arredondado ( VIT 90, AGI 1...) já que hoje em dia é praticamente inútil tirar proveito do "fechando" de atributos + bônus de classe, a menos que vá fechar pontos para ter imunidade a algum efeito.
  12. O Renew foi o pior acontecimento para o balanceamento de classes, conseguiram simplificar demais, fizeram mil e uma habilidades ruins e erraram a mão nas suas fórmulas. Praticamente todas as classes perderam boa parte das suas identidades, o que não foi diferente com os RGs e RKs. Aos poucos estão voltando ao normal com itens e rebalanceamento, mas se passaram 8 anos já desde o Renew
  13. Estou ansiosamente esperando pelo balanceamento das classes, tanto o das classes 1 e 2 que ira melhorar o Crux Magnum quando o das classes 3rd que ira melhorar a Luz da Criação. Ou seja, temos um lindo caminho de luz pela frente, infelizmente por enquanto está meio nebuloso. Crux Magnum é uma habilidade linda com um dano extremamente alto, porém é bem restrita. Tenho um RG full GC e sou apaixonado por ele, consigo upar tranquilamente, mas do jeito dele. Na quesito MvP, a build tem um ótimo desempenho contra chefes que são fracos contra sagrado, de resto, ou o chefe é fraco (Maya, Freeoni, etc...) ou terá alguns problemas de desempenho. Só que assim, se você não tem a pretensão de utilizar o combo da Nobreza, não faça a build exorcista. Esse combo é o responsável por deixar viável (ou menos difícil) essa modalidade. Ele tem muitos benefícios e multiplicadores de dano, é essencial. Já o combo do Grifo+Imperial não tem tanta importância assim no endgame, serve mais por ser uma opção barata com rendimento bom, mas no final, é substituído facilmente pelo combo Infame ou Tapa-olho. Na questão do suporte, opinião minha, RG se resume a Redenção. Que é uma habilidade que toda construção de RG deve ou pelo menos deveria pegar, onde a maior importância é ter HP alto para deixar os amiguinhos vivos, e se tiver uma cura junto (RG exorcista consegue curar 5k tranquilamente), fica melhor ainda. Em up, eu vejo algumas opções: 1- Up solo em mapas específicos (hospital e monastérios); 2- Up solo ou em grupo em instancias (Sussurro Sombrio, Torre...); 3- Up solo com missões repetíveis de Verus e Banquete Real; 4- Up mobbando em grupo; 5- Up utilizando Redenção (sendo suporte) em Cheffênia; Saiu um tópico a poucos dias sobre a build e lá escrevi um pouco do que tenho experiencia: Não li 100% do teu tópico por falta de tempo, mas espero que ajude alguma coisa.
  14. É complicado fazer build "hibrida". O que eu tenho feito com meu personagem, que é focado no GC (Crux Magnum), é deixar no inventário um Diadema de Serafim e Anel de Brinquedo, para quando for necessário utilizar Crux Divinum ou Golpe Fulminante. Mas é algo beeeem situacional mesmo, não vale a pena uma "entortada" na build para melhorar insignificantemente o rendimento.
  15. A distribuição dos atributos é algo que veria dependendo dos teus itens finais da build. Para RG de Crux Magnum, o item que vai na cabeça - meio é o que mais vai influenciar. Como por exemplo: utilizar o Diadema do Grifo com o Anel Imperial, remove o conjuração variável da habilidade, o que deixa a destreza meio obsoleta para a habilidade Crux Magnum em sí. Falando um pouco rápido sobre as habilidades. Lembrando que é importante não colocar nenhum ponto em Perícia com Montaria. Redenção: acho muito importante para dar suporte e upar na Cheffênia (não sei se te interessa essa modalidade). Nível 3 é um nível bom. Devoção: essencial para utilizar o Crux Magnum... nível 5 Aegis Domíni: ótima para dar um buff no ataque, além das outras variedades dela serem muito boas situcionalmente. Aegis Inferi: pegar o necessário por ser pré requisito, mas é uma skill legal por remover habilidades de solo. Cura: eu sempre pego nível 10, é muito importante para facilitar a sobrevivência. Com o combo da Nobreza, você se cura 4~5k tranquilamente. Gosto de pegar também a Consagração e Proteção da Vanguarda. Boneca da Succubus: melhor item para recuperar hp/sp da build, pode continuar com essa lindeza, tranquilo... +9 Gladio da Nobreza ciclonal trip: é a arma da build, sem dúvidas utilizar ela. Claro que futuramente é recomendado pegar uma com aprimoramento melhor e outras cartas, mas como está, já é mais que o suficiente. +7escudo cruzado contra médios: é importantíssimo utilizar uma Égide da Nobreza, pois faz porte do combo com o Gládio da Nobreza. +9 mochila da aventura de balder: é legal pela proteção e um pouco de atqm que vai dar, pra up eu acho bem Ok, mas prefiro utilizar uma FAW com Mira 4/2/1 ou 3/2/1 Sapatos Divergentes: se estiver precisando de hp/sp é bem bom, ou utilizar um temporal de Int para dar mais dano Tapete Voador: tem que ter sempre, mas não deixaria ele como um acessório equipado, e sim um que fica no inventário, esperando o momento de ser utilizado. Ou seja, fica dando switch. Gosto bastante do Pó de Fada [Mula sem Cabeça]. Da pra usar Revigorante para ter mais vida... Armadura da Valquíria de Ares: é uma opção barata que da boa resistência, mas é bom lembrar que Vestido Abissal é muito importante para a build. Como eu disse antes, acho interessante definir qual vai ser o item do meio que você vai utilizar. Eu atualmente estou utilizando o combo Infame, mas recomendo bastante utilizar o combo imperial para up, por ser barato e dar ajuda na redução de conjuração até ter uma destreza boa. Vou passar uma sugestão de set: Boneca Succubus Diadema do Grifo Rosário da Guarda Real Gládio da Nobreza Égide da Nobreza [Até tu tem um Vestido Abissal, é legal ir utilizando algo que te ajude na sobrevivência] Asas do Arcanjo Caído com Mira Apurada 4/2/1 Sapatos Temporais de INT ou Divergentes Pó de Fada [Mula sem Cabeça] Anel Imperial [Mula sem Cabeça] Isso ai é apenas uma sugestão de itens que vão te ajudar no up, mas não é uma build final. Algo que é bem importante saber sobre essa build: mesmo sendo uma build que chega a danos monstruosos, ela não é fácil e é bem situacional. Tu vai ter que sempre procurar bichos que tomam dano alto de sagrado, e nem sempre o up vai ser confortável. Felizmente hoje, depois do 140, temos os mapas do Banquete Real que ajudam bastante. Mas assim, no teu nível, eu upei no Hospital [Bangungot Hospital 1F] até conseguir matar as Banshees e Necromante no Monastério [Cursed Monastery], da pra ficar no 140 aqui tranquilo. Depois que pegar 140 começa a fazer as quests do Banquete Real e se conseguir, as de Verus.
×
×
  • Create New...

Important Information