Jump to content

Chihaya Kisaragi

Members
  • Posts

    811
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    28

Chihaya Kisaragi last won the day on December 25 2023

Chihaya Kisaragi had the most liked content!

3 Followers

Converted

  • Biography
    Just someone enjoying life

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

Chihaya Kisaragi's Achievements

Enthusiast

Enthusiast (6/14)

  • Conversation Starter Rare
  • Dedicated Rare
  • Very Popular Rare
  • First Post Rare
  • Posting Machine Rare

Recent Badges

488

Reputation

  1. Olá, pessoal e pouquíssimas garotas que acessam esse fórum. Esse modo noturno pegou de surpresa. Seguindo essa lógica, é capaz de trazerem autenticação de 2 fatores, corrigirem o Bug da loja de ROPs comedor de dinheiro e... tudo que envolve mulheres.
  2. Ok, entrando na brincadeira. Fofura: Super Aprendiz, Guardiã Real (2nd costume) e Arcebispa (1st costume). Guardiã Real meio que parece um Aegislash personificado. O primeiro visual é o modo de ataque e o segundo o modo de defesa. Cool: Lady, Jonin e Arcana (1st costume). Armadura e mini saia até que fica algo legal. Jonin... bom, pela glória de Amatsu! E Arcana... roupa colada até que é algo legal (pelo menos, uma parte parece colada). Sexy: Odalisca, Musa (1st costume) e Maga. Uhhhh... claro. Eu gosto dessas roupas de odalisca. Não vou entrar em detalhes, mas prefiro mais a dela do que a de musa.
  3. Ambos foram legais. Agora, desafiador seria o Thor. As mecânicas de gameplay são iguais nos dois servidores. O diferencial fica nos bônus do Valhalla e a parte socioeconômica de ambos (o comércio). E como o Thor é o que menos tem desses bônus, a dificuldade de se jogar nele é maior. Agora, no caso de vocês, estão eliminando o uso do comércio. Então, creio que a única coisa a se relevar é a rate do servidor e o uso do serviço VIP providenciando. Então, preocupações com mercado se tornam irrelevantes.
  4. No Valhalla, foram 3 meses e alguns dias. Mas não consegui os 1bi. Diria que o desafio do servidor é mais o comércio mesmo.
  5. Não contente em fazer isso no Thor inflacionado, repeti o processo no Valhalla com a desvantagem demográfica. E foi com apenas uma Musa não transcendente (se eu precisasse de água benta, tinha que comprar de alguém invés de usar Aqua Benedicta com noviço). Enfim, espero que se divirtam. Porque ainda é possível mesmo com tais desvantagens atualmente. Ih... vão ter que g3n0cidar os Orcs Zumbis então. xD
  6. Confesso que mais um ano se passou e ainda gosto de mulheres. Eu ainda penso em mulheres.
  7. Olá, pessoal e pouquíssimas garotas que acessam esse fórum. Mais um tópico. E dessa vez, é sobre um meio de alcançar o LVL 185. Já tem um tempo que isso chegou e há pessoas com dificuldade, mesmo com equipamentos avançadíssimos. A primeira coisa que vou considerar é que a pessoa já está no LVL 175+. Beleza. Sobre os mapas, ainda são as mesmas opções, Ilusão do Labirinto, Magma Dungeon 3 ou Porão de Glast Heim. Beleza. Agora vem o método. 1 - Pense em uma mulher ou garota que você gosta tanto. Tipo... gosta mesmo. Você até entregaria sua alma pra ela. 2 - Agora, pense que ela está torcendo por você e pelo seu esforço. "Faça seu melhor! Você consegue!" 3 - Agora pode confiar... na força de vontade.
  8. Não exatamente. Diria que está como teoria. A seguir, um link sobre o tema e o Ragnarok Online está incluído. https://tvtropes.org/pmwiki/pmwiki.php/SevenDeadlySins/VideoGames De fato.
  9. Hmm... Desafio "apenas multiplayer"... Interessante. Os relatos também estão legais. Qualquer dia, alguém podia inventar de jogar com as classes 2-2... como os 7 Pecados Capitais*. * Havia lido que as classes 2-2 são referência aos 7 Pecados Capitais. Templários repr sentam o Orgulho, Sábios a Inveja, Arruaceiros a Ganância, Alquimistas a Gula, Monges a Ira, Bardos e Odaliscas a Indolência e Luxúria.
  10. Bem, foi o que fiz enquanto estava no Brasil. Liderei uma guilda de apenas odaliscas e evoluções, minha classe preferida. E posso dizer que, socialmente falando, foi uma boa experiência. Meio que acabei formando vínculos com mais pessoas. Embora gostaria de ter feito mais pelas minhas "subordinadas".
  11. Vejo que o jogo ainda tem seu ânimo. Enfim, seja bem vindo e espero que curta o jogo. Sobre desafios... mesmo eu tenho minhas peculiaridades. Já consegui solar instâncias e até a torre sem fim com musa. Basicamente, já consumi grande parte do conteúdo do jogo com ela. Mas... tenho dificuldade em liderar um clã ou mesmo fazer grupos. Então, havia tentado fazer isso. No fim, isso tudo dependerá das atitudes. Então, desejo boa sorte com suas ideias.
  12. Bom dia aí. Já que estão nessa de fazer collab com diversos temas, só tenho uma sugestão ou pedido. Não façam collab com Persona 5. Bom trabalho.
  13. Edição de quote falhou aqui. @_@ Enfim... Falando assim, até parece que o pessoal que migrou não está tão familiarizado com jogos gacha. Ragnarok tem tanto jogo que já tem seus 4 Cavaleiros do Apocalipse do consumo gamer: Micro transações, eventos pagos (aquilo que chamo de mapa DLC), gacha e NFTs (isso foi com a chegada do Ragnarok Landverse).
  14. Imagino. A princípio, até pensei que estão tentando criar diversas variedades do mesmo, assim como fazem outras franquias. Embora estejam falhando. E... agradeço. Ah, sim. Ragnarok M Eternal Love (Ragnarok Masters no Japão). E... Entendo. É, aparentemente, misturar Ragnarok com elementos de gacha game daria nisso. Bem, é como havia dito. Um dos nichos mais consumistas do mundo. Apesar disso tudo, o original é que continua com vida. xD Igualmente. Bom, é que durante esses 3 anos em que estive jogando o bRO, eu já me beneficiei gratuitamente muitas vezes até, seja com eventos ou com as mecânicas atuais do jogo. E, bem, citei esses jogos gachas porque é justamente desse nicho que pertence o Ragnarok Origins. E os exemplos citados foram só pra exemplificar que não vai ser em um jogo desse tipo que as pessoas ficarão livres do aspecto P2W. Claro, se elas não se importarem com essas coisas, aí já é válido querer experimentar. Porque se for pensar assim, não iriam nem jogar até esses jogos com... garotas.
  15. 久しぶりだな。こちら千早。[Já faz um bom tempo. Aqui é Chihaya.] Fiquei sabendo que o Ragnarok Origin chegou no Brasil. Aparentemente, muitas pessoas tem se queixado do original e alegam que o novo jogo mobile está "melhor". Mas sinceramente, não tenho tanta certeza. Esse jogo já está no Japão há alguns anos, mas não tem notas razoavelmente boas. Além disso, levemos em conta que é um jogo de um dos nichos mais consumistas do mundo (ou senão o mais mesmo). De qualquer forma... Cosmic League (Cosmic Break 2 no Japão), The iDOLM@STER Million Live Theater Days, The iDOLM@STER Shiny Colors, The iDOLM@STER Shiny Colors Song for Prism, Blue Archive, Fire Emblem Heroes, Genshin Impact, Ragnarok The Lost Memories... Essa é uma pequena lista de gacha games que estive jogando ou já joguei. Provavelmente, devo ter esquecido algum. O primeiro não durou um ano no Brasil, e a maioria é jogo japonês ou que ainda bomba no mundo. Enfim, pra referência, em alguns casos, o gacha dos jogos chega a ser impiedoso (como é o caso do Cosmic Break, que sequer tem sistema de piedade). Também diria que é o mesmo caso do Ragnarok The Lost Memories. A maioria tem alguns atributos em comum. Login bônus, micro transações, passe de batalha, jogo automático, e a parte mais agridoce (ou completamente amarga mesmo) que é o gacha. Em alguns casos, o P2W já está meio que na cara. Em outros, colocar dinheiro é opcional, como Genshin Impact. Com essas referências, posso dizer que mesmo pro servidor Thor do bRO, que é dito como o servidor mais desprovido de direitos, o jogo está generoso. P2W e cruel? Talvez. Ok, não nego a existência de problemas da empresa também. Mas também não acho que seja pra tanto. E sobre o Valhalla, diria que tanto faz. O próprio bRO já seguiu por esse caminho. Já chegaram a cogitar colocar o passe de batalha. Mas aí também é válido questionar se o pessoal quer pagar por mais isso além do VIP e as micro transações que chamam de ROPs. Enfim, agradeço a leitura até aqui e a compreensão. PS: Ragnarok The Lost Memories já vai encerrar seus serviços. PS2: Já cheguei a jogar o Ragnarok Origin e criei uma odalisca. É até interessante, mas aí eu teria que partilhar o pouco tempo com outros 2 jogos que ainda jogo pra me aprimorar no japonês. Mas posso dizer que tem características de um gacha game genérico. PS3: Não sei aonde a Gravity quer chegar com tantos jogos de Ragnarok. (Sim... tantos jogos. Tem muito mesmo.)
×
×
  • Create New...